Liderança e inteligência emocional

liderança liderar emocional inteligência

1. O que é inteligência emocional e sua importância

Quando convidamos a pessoa a se autoperceber no campo das emoções, estamos abrindo os seus olhos para o que é considerado grande parte do ato de liderar. 85% da liderança é inteligência emocional  e muitos líderes ainda não entenderam ou não vivenciam isto!

Inteligência emocional (EI), liderança emocional (EL), quociente emocional (EQ) e Quociente de Inteligência Emocional (EIQ), segundo Andrew Colman (2008)  em  Dictionary of Psychology (3 ed.) Oxford University Press é a capacidade dos indivíduos de reconhecer suas próprias emoções e as dos outros, discernir entre diferentes sentimentos e rotulá-los apropriadamente, usando as informações emocionais para guiar o pensamento e o comportamento, e administrando e / ou ajustando as emoções para adaptar-se aos ambientes ou alcançar o(s) objetivo(s). Muito importante! Saber entender as emoções para alcançar seus objetivos!

2. O líder que se destaca tem inteligência emocional

Segundo o Harvard Business Review, muitas vezes quando solicitados a definir o líder ideal, muitos enfatizam características como inteligência, resistência, determinação e visão – as qualidades tradicionalmente associadas à liderança. Tais habilidades e inteligência são qualidades necessárias, mas insuficientes para liderar. Muitas vezes, deixados de fora da lista, há qualidades mais pessoais e mais leves que também são essenciais. Embora um certo grau de habilidade analítica e técnica seja um requisito mínimo para o sucesso, estudos indicam que a inteligência emocional pode ser o atributo-chave que distingue os que se destacam daqueles que são meramente adequados.

3. Os componentes da inteligência emocional e os resultados do negócio 

 Os principais componentes da inteligência emocional são: autoconsciência, autorregulação, motivação, empatia e habilidade social. Eles podem parecer não-comerciais, mas Goleman, co-presidente do Consórcio para Pesquisa em Inteligência Emocional nas Organizações, da Universidade Rutgers, descobriu laços diretos entre inteligência emocional e resultados de negócios mensuráveis. Porque? Pois as emoções estão envolvidas em tudo que as pessoas fazem conectadas a toda ação, decisão e julgamento. Os indivíduos emocionalmente inteligentes reconhecem isso e usam seus pensamentos e técnicas para gerenciar suas emoções, em vez de ser gerenciado por elas.

4. A inteligência emocional e a tomada de decisões

Este assunto é de extrema importância, pois a tomada de decisão envolve emoções. Nosso cérebro recorre a dois passos básicos quando vamos tomar uma determinada decisão. O primeiro deles é o reconhecimento de padrões, ou seja, qual hipótese/decisão/caminho vou criar baseado em experiências prévias que já tive na vida? Esses padrões criados, tendo como alicerce experiências passadas, são acessados pelo cérebro e nos ajudam a tomar uma decisão. Um segundo passo é a reação emocional àquela decisão ou padrão associado. É o que chamaremos de rótulo emocional. Qual emoção você rotulou àquela situação quando ocorreu? Estes são os dois passos que o cérebro dá diariamente para decisões rápidas e efetivas. Entretanto se em algum momento estamos ligados emocionalmente a algo e não conseguimos nos distanciar, podemos nos enganar e optar por caminhos que não são sábios. Um líder que tem consciência de suas emoções pode dialogar com seu mundo interior para entender o nível de apego emocional à determinada opção. E quando perceber que está cativo, pode envolver terceiros para discernimento, pois esses participantes não estarão apegados emocionalmente como este indivíduo em questão. 

Qual o próximo passo?

Lembre-se 85% da liderança é inteligência emocional  e muitos líderes ainda não entenderam ou não vivenciam isto! Dentro da inteligência C.R.E.S.C.E.R. ensinamos indivíduos e equipes a perceber suas emoções, autorregulá-las, criar automotivação baseado na essência, ser empático e desenvolver habilidades sociais. Saiba entender as emoções para alcançar seus objetivos!

Forte Abraço

Eduardo Rodrigues

Deixe uma resposta

Eduardo Rodrigues criou o método de desenvolvimento humano denominado Inteligência C.R.E.S.C.E.R, caminho que tem como alvo seu crescimento e maturidade pessoal e profissional através do autoconhecimento. Saber acessar as dimensões do ser, do conviver e do fazer é fundamental para que você não viva pelo medo, mas firme e alicerçado nos 7 pilares de sua essência.

Cadastre-se na nossa newsletter e receba novidades: